NotíciasPapa Francisco

Papa Francisco vai à Colômbia para proclamar o Evangelho

A viagem do Papa Francisco à Colômbia terá um grande acento pastoral, segundo afirmou o Diretor da Sala de Imprensa da Santa Sé, Greg Burke, em declarações aos meios de comunicação na sexta-feira, 1º de setembro, quando insistiu que com certeza “haverá mais do que uma referência à paz, mas o Santo Padre anunciará o Evangelho”.

Além disso, explicou o porta-voz do Vaticano, o Santo Padre dará importância à biodiversidade cultural e humana e à biodiversidade ecológica na mensagem que levará à Colômbia na viagem que realizará entre os dias 6 e 11 de setembro.

Nesta ocasião, Francisco visitará as cidades de Bogotá, Villavicencio, Medellín e Cartagena.

Além do lema oficial da viagem, “Demos o primeiro passo”, a presença do Santo Padre em cada um desses locais terá seu próprio lema. Em Bogotá, será “Artesão da paz, promotor da vida”; em Villavicencio, “Reconciliar-se com Deus, com os colombianos e com a natureza”; em Medellín, “A vida cristã como apostolado”; e em Cartagena, “A dignidade da pessoa, os direitos humanos”.

Com esses lemas, serão convidados a refletir sobre a paz, o meio ambiente, a natureza e a reconciliação do homem.

Nesse sentido, embora não esteja previsto nenhum encontro específico com os guerrilheiros das FARC, do ELN ou membros da oposição, tentarão promover a construção da paz na Colômbia, depois do abandono definitivo das armas por parte das FARC.

Greg Burke destacou que o Papa viajará para um dos maiores e mais diversos países da América Latina, com uma grande Igreja que tem 13 arquidioceses e 52 dioceses e, além disso, tem no seu território a sede do Conselho Episcopal Latino-Americano (CELAM). Deste modo, a sua presença também influenciará a nível regional.

O Diretor da Sala de Imprensa também informou que esperam por uma presença em massa de fiéis. Como exemplo, assinalou que os organizadores calculam que 700 mil fiéis estejam presentes nas ruas de Bogotá durante o translado do Pontífice.

O programa

Na apresentação da viagem à imprensa, Greg Burke também detalhou o programa. Nesse sentido, explicou que depois da chegada do Papa a Bogotá em 6 de setembro, realizará o primeiro encontro com os fiéis antes de descansar na Nunciatura, onde um grupo de pessoas sem-teto e crianças o receberão e o saudarão brevemente .

No dia seguinte de manhã, pronunciará um discurso ante as autoridades na Praça de Armas da Casa de Nariño e terá um encontro com o presidente Manuel Santos. Em seguida, visitará a catedral, onde será esperado por cerca de 2 mil pessoas com a imagem da Virgem de Chiquinquirá, padroeira da Colômbia.

Logo após, o Santo Padre abençoará os fiéis na varanda do Palácio Cardinalício e lhes dirá umas breves palavras. No Salão do Palácio Cardinalício, se reunirá com os Bispos colombianos. Depois, se encontrará com o Comitê Diretivo do CELAM na Nunciatura Apostólica e, finalmente, celebrará a Santa Missa no Parque Simón Bolívar, com capacidade para dois milhões e meio de pessoas.

No terceiro dia da viagem, 8 de setembro, Francisco irá a Villavicencio, onde, às 9h30, celebrará a Missa no terreno de Catama. À tarde, o Papa presidirá o Grande Encontro de Oração para Reconciliação Nacional, no Parque Las Malocas e pronunciará um discurso.

Neste mesmo dia, também encontrará os sobreviventes dos trágicos deslizamentos causados na comunidade de Mocoa, devido às fortes chuvas no mês de abril. Além disso, às 17h20, realizará uma parada ao lado da Cruz da Reconciliação no Parque dos Fundadores.

Em Villavicencio, que será visitada pela primeira vez por um Papa, será “um dia especial”, segundo o Diretor da Sala de Imprensa. O Pontífice pronunciará palavras de reconciliação, especialmente em relação à natureza.

Para insistir na mensagem de reconciliação com a natureza e responsabilidade pela criação, o Santo Padre plantará uma das mil árvores que serão plantadas em Villavicencio por ocasião da sua viagem.

No sábado, 9 de setembro, o Santo Padre estará em Medellín, onde celebrará às 10h15 a Santa Missa no Aeroporto Enrique Olaya Herrera. À tarde, terá um encontro com sacerdotes, religiosos, consagrados e seminaristas, assim como com suas famílias, em La Macarena. Calculam a participação de 12 mil pessoas. Finalmente, regressará a Bogotá.

No último dia da viagem, 10 de setembro, irá a Cartagena, onde abençoará a Primeira Pedra das Casas para os sem-teto e da Obra Talitha Qum, na Praça São Francisco de Assis. Às 12h, rezará a oração do Ângelus diante da Igreja de São Pedro Claver e visitará a Casa Santuário de São Pedro Claver.

Às 16h30, celebrará a Missa na área portuária de Contecar e abençoará uma imagem da Virgem atingida por um raio.

O Pontífice regressará a Roma na segunda-feira, 11 de setembro, às 12h40.

Esta viagem, a 20ª do Pontificado do Papa Francisco, será a terceira vez que um Pontífice viaja à Colômbia, depois da visita de Paulo VI em 1968, por ocasião do encontro dos Bispos latino-americanos em Medellín, e a visita de João Paulo II em 1986, quando durante 7 dias o Papa polonês percorreu 10 cidades.

Fonte: acidigital.com

Tags

Artigos Relacionados