BrasilNotícias

7 de setembro: uma oração nacional pelo Brasil

“Pai misericordioso, nós vos pedimos pelo Brasil!”

A Igreja Católica estará unida rezando pelo Brasil no dia da Pátria. Todas as Dioceses unidas na intercessão pela paz e fraternidade em nosso país. Segundo a sugestão da CNBB, deve ser um dia de jejum e oração. O resultado do jejum será a entrega de alimentos para os necessitados. Este momento foi proposto para comemorar o dia 7 de setembro (Independência do Brasil). Iremos pedir a Deus para que ilumine e abençoe todo o nosso país, sobretudo nesta ocasião: “Vivemos um momento difícil e de apreensão no Brasil. A realidade econômica, política, ética vem acompanhada de violência e desesperança”.

Na carta dirigida à Igreja do Brasil, a CNBB esclarece: “A Jornada de Oração é uma oportunidade para que os cristãos e pessoas de boa vontade que querem um Brasil melhor, mais fraterno e não dividido se unam”. Todas as pessoas de boa vontade que querem a solução para o futuro do país, além dos esclarecimentos, das cobranças e sugestões, somos convidados a nos dirigir a Deus, em quem acreditamos, para que possamos ter dias melhores para todos. Estamos necessitados de um novo Brasil, mais ético; de uma política mais transparente. Nós não podemos chegar a um impasse de acharmos que a política pode ser dispensada. A política é importante para a transformação do País, porém, devido a tantas situações lamentáveis de corrupção, acaba-se por rejeitar todas as pessoas e soluções. Não podemos aceitar no “quanto pior, melhor” e nem tampouco a única preocupação com o poder sem a principal busca que é o bem comum. “Nós esperamos que esse dia de jejum e oração ajude a refletir essa questão em maior profundidade”.

O tema escolhido para esse dia: “Vida em primeiro lugar”. “A paz é o nome de Deus” (Papa Francisco).

São as seguintes sugestões de intercessões:

Diante do grave momento vivido por nosso país, dirijamos nossa oração a Deus, pedindo a bênção da paz para o Brasil.

Pai misericordioso, nós vos pedimos pelo Brasil!

Vivemos um momento triste, marcado por injustiças e violência. Para construirmos a justiça e a paz, em nosso país, necessitamos muito do vosso amor misericordioso, que nunca se cansa de perdoar.

Pai misericordioso, nós vos pedimos pelo Brasil!

Estamos indignados, diante de tanta corrupção e violência que espalham morte e insegurança. Pedimos perdão e conversão. Nós cremos no vosso amor misericordioso que nos ajuda a vencer as causas dos graves problemas do País: injustiça e desigualdade, ambição de poder e ganância, exploração e desprezo pela vida humana.

Pai misericordioso, nós vos pedimos pelo Brasil!

Ajudai-nos a construir um país justo e fraterno. Que todos estejamos atentos às necessidades das pessoas mais fragilizadas e indefesas! Que o diálogo e o respeito vençam o ódio e os conflitos! Que as barreiras sejam superadas por meio do encontro e da reconciliação! Que a política esteja, de fato, a serviço da pessoa e da sociedade e não dos interesses pessoais, partidários e de grupos.

Pai misericordioso, nós vos pedimos pelo Brasil!

Vosso Filho, Jesus, nos ensinou: “Pedi e recebereis”. Por isso, nós vos pedimos confiantes: fazei que nós, brasileiros e brasileiras, sejamos agentes da paz, iluminados pela Palavra e alimentados pela Eucaristia.

Pai misericordioso, nós vos pedimos pelo Brasil!

Vosso filho Jesus está no meio de nós, trazendo-nos esperança e força para caminhar. A comunhão eucarística seja fonte de comunhão fraterna e de paz, em nossas comunidades, nas famílias e nas ruas.

Pai misericordioso, nós vos pedimos pelo Brasil!

Neste ano em que celebramos os 300 anos do encontro da imagem de Nossa Senhora Aparecida, queremos seguir o exemplo de Maria, permanecendo unidos a Jesus Cristo, que convosco vive, na unidade do Espírito Santo.

Amém!

(Pai nosso! Ave, Maria! Glória ao Pai, ao Filho e ao Espírito Santo!)

Que nesta semana dedicada à Pátria (de 1° a 7 de setembro), rezemos em nossa Arquidiocese pela paz em nosso país. Peçamos a Virgem Maria Aparecida, Padroeira do Brasil, neste ano que estamos celebrando os 300 anos de seu encontro no Rio Paraíba do Sul, para que interceda por nós para que sejamos promotores da paz e fraternidade.

Cardeal Orani João Tempesta
Arcebispo do Rio Janeiro 

Fonte: aleteia.org

Tags

Artigos Relacionados