FormaçãoSociedade

Como conciliar a família com o trabalho e a vida acadêmica?

A família deve ser sempre priorizada

Atualmente, boa parte das famílias, tem uma configuração na qual a mulher, além de compartilhar com o esposo as tarefas do lar e da criação dos filhos, também sai de casa para trabalhar ou para se graduar em um nível acadêmico (ou as duas coisas ao mesmo tempo). No Brasil, 44% das vagas do mercado de trabalho é delas, segundo o IBGE/2016.  Porém, isso não significa que, trabalhando fora, a mulher precisa esquecer ou deixar de lado a vida de esposa e mãe. Ao contrário, ela deve priorizar a sua família. E para conciliar essa vida de família, com o trabalho, e a vida  acadêmica, é fundamental que o esposo, a esposa e os filhos estejam dispostos às renúncias e responsabilidades que essa condição traz.

Uma mulher que trabalha, estuda e, é, com o seu esposo – “o carro – chefe” de um lar, precisa organizar o seu tempo de maneira a otimizar cada momento com sabedoria. Família exige: dedicação, trabalho; e estudos também exige tudo isso, e não é possível negligenciar um em detrimento dos outros.

Para realizar-se plenamente, as que tem vocação, interesse e/ou necessidade de trabalharem fora, devem se organizarem. É importante que a mulher programe as atividades da sua semana, de maneira a conseguir ser presença de qualidade na vida dos seus familiares. Sei que o cotidiano é corrido demais, sempre trabalhei e estudei; tanto antes do casamento como depois de casada, porém, com sabedoria e discernimento é possível conciliar tudo.

Organização e equilíbrio

Se você não tem alguém que trabalhe em casa, como uma diarista ou outra pessoa que cuide do serviço doméstico, é importante que marido e filhos compartilhem as tarefas. Aliás, mesmo com uma diarista, cada pessoa da família precisa desenvolver a consciência de que é preciso manter a ordem e a limpeza da casa, sem sobrecarregar a mulher, que assim como o homem, está exercendo um papel fora de casa.

Enquanto estiver no seu trabalho, seja focada no trabalho, e não leve trabalho para casa. A jornada diária está construída para que você dê conta das tarefas no horário acordado com a sua chefia, então, esteja ali por inteiro. Em caso de sentir-se sobrecarregada, com tarefas que exigem muito mais tempo do que o acordado, é importante uma conversa franca com o seu superior. Não sou a favor de “levar trabalho para casa”, em especial porque é injusto com a sua família e com você mesma. Não acredito que valha a pena ser considerada a melhor funcionária, sempre apresentando resultados além do solicitado, se você sacrifica o tempo que estaria com a sua família.

Se você trabalha e estuda, inevitavelmente leva trabalho para casa, porque nenhum curso consiste em somente realizar as tarefas na sala de aula, com a tutela do professor. Tem as provas, os trabalhos, os estágios, e nesse caso, sua família precisa apoiar você e compreender que haverá uma ausência temporária, em alguns momentos. Nenhum curso de graduação ou pós-graduação dura a vida inteira, e você deve contar com o apoio de seu esposo e filhos.

É preciso compreensão de toda a família

Por exemplo, se há uma prova amanhã de manhã, será que o esposo pode sair com as crianças para que a casa esteja com espaço mais silencioso e que propicie seu estudo? Você pode fazer as refeições com eles, o café da manhã ou o jantar por exemplo, e no restante do tempo, nesse dia ou semana de provas e trabalhos, dedicar-se ao propósito de formação acadêmica que você esteja fazendo.

Reservar o domingo, por exemplo, apenas para atividades em família, é uma opção que vai relaxar a sua cabeça, e te preparar para uma semana de novos conhecimentos. Se você acredita que não tem tempo para nada, questione se o tempo que passa nas redes sociais ou assistindo a televisão sozinha, poderia ser diminuído para que você tenha todos os dias uma conversa com os filhos e o marido. Faça uma caminhada em família, ou até mesmo, em casa, participe de alguma atividade recreativa.

Aqui em casa meu esposo estuda e trabalha, então, durante a semana, quando estamos apertados de tempo, a gente prioriza pelo menos o café da manhã juntos, por vezes, também, vamos ou voltamos juntos do trabalho; e fazemos desse tempo um tempo de qualidade. Não estou dizendo que é fácil, mas apontando algumas possibilidades para quem, em geral, possa considerar essa conciliação uma missão impossível.

O tempo é questão de prioridades e, é bíblico que “Tudo tem o seu tempo determinado, e há tempo para todo o propósito debaixo do céu” (Ecle 3, 1). Só você e sua família saberão o melhor momento para conseguir conciliar o trabalho, os estudos e a vida de família. Peça discernimento a Deus para que, suas decisões sempre te aproximem d’Ele e te façam uma mulher plenamente realizada.

Fonte: formacao.cancaonova.com

Tags

Artigos Relacionados

Close